Mais cinco ruas do município de São Miguel recebem nomenclatura oficial

#Projetos de Lei | 07 de Abril de 2018

Acompanhando os pareceres da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), o plenário da Câmara Municipal de São Miguel aprovou por unanimidade dos votos na sessão ordinária da ultima quinta-feira (05), cinco Projetos de Lei de autoria do Poder Legislativo que dispõe sobre a denominação oficial de ruas do município.

De autoria do Vereador José Edimilson (PSB) foi aprovado o Projeto de Lei Nº 001/2018 datado de 14 de março de 2018, que denomina de Rua Antônio Nunes Duarte – Antônio Figueiredo, a antiga Rua Projetada, que fica localizada no Bairro Núcleo Manoel Vieira, a qual tem início na Rua Evaldo Augusto de Souza e segue até a casa do Senhor Quinco Borges.

De autoria do Vereador Celio de Elizeu (PSDB) foi aprovado o Projeto de Lei Nº 002/2018 datado de 14 de março de 2018, que dispõe sobre a denominação da Rua Francisco Vitor de Lima – Chico Bernardo, situada no Bairro José Vicente do Rêgo, a qual se localiza próxima a Avenida Zé Té, vizinha a Distribuidora Rio bonito.

Também de autoria do vereador José Edmilson foi aprovado o Projeto de Lei Nº 003/2018 datado de 02 de abril de 2018, no qual dispõe sobre a denominação da Rua Professora Maria Ozenilda Pessoa Fernandes, a qual se localiza no Bairro Vereador Raimundo Pedro, tendo início na Avenida Raimundo Laurindo de Holanda seguindo em sentido Oeste.

Ainda de autoria do vereador José Edmilson foi aprovado o Projeto de Lei Nº 004/2018 datado de 02 de abril de 2018, que denomina de Rua José Batista de Araújo - Deca Barnabé, a antiga Rua Projetada que fica localizada no Bairro Alto Santa Tereza, a qual tem início na Rua Vicente Correia Neto.

Já de autoria do vereador Dr. Carlos Sampaio (PTC) foi aprovado o Projeto de Lei Nº 005/2018 de 03 de abril de 2018, no qual Denomina de Rua Mauro de Freitas Chaves, a antiga Rua Projetada localizada no Bairro 13 de Maio, cujo início se dá a partir da entrada da Rua Monsenhor José Aires e sua saída na Rua José Franco Sobrinho e tem como referência as proximidades da casa do Sr.Vanilson .

 

Conheça um pouco mais dos homenageados abaixo:

Antônio Nunes Duarte – Mais conhecido entre a sociedade por Antônio Figueiredo, foi um senhor íntegro, de boa índole e pai de família exemplar. O mesmo era de família tradicional do nosso município.

Francisco Vitor de Lima - Mais conhecido entre nós por Chico Bernardo, foi um senhor íntegro, de boa índole e pai de família exemplar. O mesmo residiu por toda sua vida no Sitio Cachoeira, Zona Rural do município, onde exerceu com muita dedicação a profissão de agricultor.

Maria Ozenilda Pessoa Fernandes – A Professora Ozenilda como era conhecida foi uma profissional da Rede Estadual de Ensino que atuou por muitos anos em nosso município fazendo um trabalho relevante, ajudando a educar vários alunos e conquistando um grande apreço das escolas que trabalhou. Também exerceu a função de comerciante, aonde ajudou no desenvolvimento econômico do nosso município. Foi uma mãe de família exemplar e conhecida por toda sociedade micaelense.

José Batista de Araújo – Conhecido por Deca Barnabé nasceu na cidade de Antenor Navarro- PB, porém passou a residir em São Miguel ainda criança onde desde criança já lutava pela sobrevivência, ajudando seus pais, vendendo água de casa em casa, como também aprendia o oficio de seu Pai que trabalhava com a fabricação de produtos oriundos do zinco.

Ao atingir a maioridade foi para Brasília a Capital Federal, em busca de trabalho, onde residiu durante alguns anos, contudo, logo em seguida retornou para São Miguel, onde montou sua própria oficina, na qual fazia manutenções em armas de fogo e consertos em radiadores de veículos, ofício em que aprendeu no período que serviu ao exercito. Em sua oficina também fabricava os produtos que aprendera a confeccionar com o seu genitor: silos, bacias, funis, bicas e lamparinas, e, com isso tirava o sustento da família.

Foi Delegado e Subdelegado de Polícia na década de 70 (setenta). Além disso, em 1988 foi nomeado pelo Poder Judiciário do Estado do Rio Grande do Norte Comissário de Menores, cargos que exercia sem nenhuma remuneração. Apesar de nunca ter pleiteado a nenhum cargo politico, foi um homem que detinha forte influencia politica. Sempre teve um grande ciclo de amizades, pessoas influentes como políticos, juízes, promotores, delegados, policiais, como também pessoas simples, considerava amigos uma prioridade na sua vida. Dono de uma vida exemplar e irretocável faleceu em 07 de junho de 2017 aos 75 anos de idade.

Mauro de Freitas Chaves – O senhor Mauro Chaves como era conhecido em nossa cidade, nasceu no dia 14 de novembro de 1936, no Sítio Caldeirão, então município de São Miguel RN. Aos 18 anos saiu da casa dos seus Pais à procura de trabalho, e no estado do Goiás tornou-se, como tantos outros trabalhadores, “candango”, nome dado aos operários que fizeram construção da cidade de Brasília. No início da década de 60 (sessenta) retornou a sua terra natal na condição de agricultor; e foi em meados de 1962 que casou-se com a Sra. Terezinha Maria de Freitas com quem gerou 11 (onze) filhos, dos quais 8 (oito) se criaram, pois três faleceram ainda crianças.

Em 1971 em conjunto com outros trabalhadores da Agricultura, foi um dos principais personagens na luta que proporcionou diretamente a fundação do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São Miguel, órgão que foi presidente por 04 (quatro) mandatos, ou seja, 16 (dezesseis) anos, período em que travou muitas batalhas pela conquista dos direitos dos trabalhadores da agricultura, vindo a obter importantes conquistas. Após o termino o seu quarto mandato a frente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São Miguel, no ano de 1988, Mauro Chaves resolveu não concorrer mais ao cargo de Presidente do órgão, e passou então a dedicar-se ao Trabalho na Cooperativa dos Produtores Rurais, que também era um órgão voltado para o desenvolvimento da Agricultora do nosso Município. Na Cooperativa na condição de diretor colaborou por mais 06 (seis) anos com o mesmo foco, sempre visando o bem estar de sua classe, os agricultores..

Após encerrar suas atividades voltadas quase que exclusivamente para o desenvolvimento da agricultura do município de São Miguel, o mesmo tornou-se comerciante em um estabelecimento de sua propriedade que se localizava na saída para a cidade de Cel. João Pessoa e lá trabalhou por cerca de 2 (dois) anos, período que foi acometido de uma grave doença que causou o seu óbito no dia 15 de junho de 1996, há quase 22 anos atrás.

Apesar da morte de Mauro Chaves, todos os seus filhos conseguiram se formar e hoje são Profissionais da Educação, Profissionais do Direito e Profissionais da Medicina e são eles: Maria Neide Chaves , Rita de Cássia Chaves, Mauro de Freitas Chaves Filho ,Fátima Fabiana Chaves de  Freitas, Francisco José Chaves, Pedro Carlos Chaves, João Evangelista Chaves de Freitas e Raimundo Nonato Chaves de Freitas.